Conto Erótico – Nosso primeiro menage..

 Conto Erótico – Menage Masculino

Os personagens desta historia são eu, meu marido e um outro homem que viemos a conhecer no decorrer da história.

Eu sou uma mulher de 35 anos, bem resolvida na cama, todas as nossas fantasias e fetiches sexuais em casa eu e meu marido já realizamos, desde um vibrador ao sexo anal, e sempre falamos sobre a fantasia de um ménage a três. Poderia ser um homem ou uma mulher a terceira pessoa.

Essa fantasia não realizada foi crescendo em nossas mentes e idealizamos como seria. Por morarmos numa cidade pequena teria que ser com uma pessoa que não fosse da nossa cidade para que não topássemos com essa pessoa a toda hora. Então decidimos que quando surgisse uma oportunidade nós faríamos, quer fosse numa viagem ou quer fosse alguém de fora que cruzasse em nossos caminhos. Então ficamos esperando a oportunidade certa.

Passaram-se os meses e nada da oportunidade aparecer. E em todas as nossas transas continuávamos fantasiando. O meu trabalho estava ligado diretamente com professores da rede municipal de ensino. Eu trabalhava com vendas de materiais escolares, computadores, notebooks, tablets e etc.

Então eu estava sempre participando de concorrências públicas, reuniões e foi numa dessas reuniões que conheci o Fernando, uma pessoa educada, discreta, e houve entre nós uma afinidade, tanto que ele me convidou a tomar uma cervejinha depois da tal reunião.

Então logo lembrei da nossa fantasia e comecei a pensar no Fernando como provável candidato porque ele preenchia todos os quesitos, porque ele também era casado, era educado, era discreto e o principal, morava em outra cidade a 300km da nossa, o que nos dava uma certa tranquilidade em relação à realização da nossa fantasia.

Durante a cerveja ele me elogiou e disfarçadamente me deu uma cantada dizendo que eu era muito atraente e que se não fôssemos casados, provavelmente ele me convidaria pra um lugar mais discreto.
– Discreto o quanto? – perguntei, me fazendo de desentendida.

 – Discretíssimo, só nós dois! – ele completou.

– Só nós dois? – eu brinquei – Porque não três??
– Três?? Não entendi! – ele falou, fazendo cara de desentendido também – Explique isso melhor, Camila.

– A três, ué! Eu, você e sua mulher, por exemplo. O que você acha da idéia?
Ele ficou espantado com a minha afirmação.
– Minha mulher nunca aceitaria! Ela é muito careta! – ele disse.
– Pois o meu marido aceitaria! O que você acha da idéia? – eu perguntei.
Notei que ele ficou excitado na hora que lhe falei. Ele olhou pra mim e falou:- Você não pode estar falando sério!
Eu então reafirmei a idéia e falei que era sério sim, só que eu teria que convencer meu marido primeiro (claro que era uma fantasia nossa e eu não precisava convencer ninguém).
– Então por que não vamos para um motel agora, só nós dois? – ele me perguntou, já doido pra dar uma metida em mim.Eu recusei.
– Não posso, Fernando!! Meu marido está me esperando e não posso me atrasar! Mas na próxima você vem preparado que vai ter uma surpresa! – falei “próxima” porque tinha outra reunião já no mês seguinte.

Naquela noite, ao voltar pra casa, conversei com meu marido, falei sobre o Fernando, e falei que também o tinha provocado, deixando a idéia no ar e que o cara tinha se animado. Nem preciso dizer que meu marido ficou excitado na hora e tivemos uma foda fenomenal naquela noite.

E durante o mês seguinte nós fomos alinhavando a idéia, se iríamos a um motel ou se convidaríamos o Fernando para vir em casa e depois fazer acontecer. Mas eu conversei seriamente com meu marido para que ele pensasse bem, afinal seria nosso primeiro ménage, se ele tinha certeza e que ele poderia desistir se quisesse.

Porém, meu marido foi firme e disse que também tinha essa fantasia. Primeiro seria com o Fernando e depois inverteríamos e o próximo ménage seria com outra mulher.
Chegou então a reunião do mês seguinte e lá estávamos eu e o Fernando sentados juntos.

Quando terminou a reunião, ele me convidou pra outra cervejinha. Na verdade ele estava curioso porque eu disse que ele teria uma surpresa, e não demorou muito ele tocou no assunto, perguntando qual era a surpresa.
– Não seja apressado, meu amor! Hoje vamos tomar a cerveja lá em casa, que tal?

Ele aceitou e fomos. Chegando lá em casa meu marido foi até a geladeira e nos serviu uma cerveja pra cada um. Meu marido sabia porque eu tinha levado o Fernando, e por sua vez o Fernando estava desconfiado porque eu no mês anterior já tinha dado uma dica.

Enquanto o Fernando ficou sentado no sofá eu chamei meu marido para a cozinha sob o pretexto de pegar algo.
– Ainda dá tempo de desistir, amor! Você tem certeza que vai até o fim? Se quiser desistir a hora é agora! Quando eu voltar pra sala tudo pode acontecer…. Você tem certeza que aguenta me ver sendo comida por outro homem na tua frente? – falei para o meu marido, um pouco preocupada.

Meu marido pensou um pouco.
– Você quer mesmo realizar essa fantasia? – ele me perguntou.
– Sim, amor! Eu quero muito. Mas só se você quiser também, senão não tem graça.
Meu marido pensou um pouco.
– É, quem está na chuva é pra se molhar! Vamos em frente! – ele falou finalmente.

– Oba!!! – falei toda feliz – Vai fazendo sala com ele que vou ao quarto me trocar.
Saí em direção ao quarto, coloquei um lingerie vermelha bem sensual, uma calcinha da mesma cor e me dirigi à sala…vestida pra matar, pronta para executar o nosso fetiche.

Quando entrei na sala meu marido estava propositalmente sentado na poltrona individual pra deixar o sofá que o Fernando estava pra mim poder seduzí-lo, o que não seria difícil, porque o Fernando já imaginava o que ia acontecer quando me viu vestida daquele jeito. Além do mais, eu já tinha dado a dica.

Me dirigi até ele, me sentei do seu lado e comecei a acariciar seu peito.
– Eu não te disse que na próxima você viesse preparado porque eu iria te fazer uma surpresa!!! Então? gostou da surpresa??? – eu falei ao pé do ouvido dele.
– Até agora estou adorando, Camila. – ele respondeu.

Coloquei a minha mão sobre o pau dele, que estava duro, e meu marido só sentado na poltrona vendo tudo… e massageando o pau também, que estava duro, vendo a cena. Eu dançava e rebolava na frente do Fernando, que queria me atacar, mas eu controlava a situação.
– Fica aí, bem quietinho!! Só observe! – eu falei pra ele.

Na verdade eu estava fazendo um jogo de sedução para excitar os dois, que logo depois estariam me comendo. Dona da situação, abri a braguilha do Fernando, desabotoei a calça, a abaixei e tirei o pau dele pra fora e comecei a chupar, dengosa, como uma profissional.

Comecei a punhetar com a mão e com a boca, primeiro bem lentamente, depois fui acelerando, acelerando. Quando senti que ele estava pra gozar eu não deixei… parei de chupar, falei pra ele se deitar no tapete da sala, tirei minha calcinha e me posicionei em cima dele, encaixando o seu pau na minha buceta que entrou duma só vez, porque eu estava toda melada.

Comecei a rebolar e subir e descer em cima daquele pau. Olhei pro lado e vi meu marido se masturbando, vendo a cena, e então eu o provocava ainda mais. Eu estava dando pro Fernando, mas meu objetivo era, além de ter prazer, provocar o meu marido também.
– Amor, vem aqui!! Senta aqui no sofá que eu quero te chupar também – falei para o meu marido.

Ele veio imediatamente. Então, enquanto eu era penetrada pelo Fernando, eu chupava o pau do meu marido, que estava muito mais duro que de costume devido àquela situação. Em pouco tempo eu estava gozando feito louca, e o Fernando já tinha inundado minha buceta com sua porra, enquanto meu marido inundava minha boca também. Foi uma foda fenomenal.

Estávamos num transe, e então eu me coloquei de quatro.
– Qual dos meus dois homens vai me comer assim? – perguntei a eles, toda safadinha.
Os dois queriam e então eu pedi a eles que tirassem “par ou impar”. O Fernando então ganhou o direito de me enrabar, e se posicionou na minha retaguarda.

Falei pra ele pegar um creme que eu já havia deixado ali, de propósito, porque eu sabia que nessa sessão de sexo eu seria a escrava sexual dos dois, e isso incluía eu dar a bunda. Não que fosse algo que eu não estivesse acostumada, apenas nunca tinha dado meu cuzinho pra outro homem.

Ele pegou o creme e lubrificou bem seu pênis e mandou vara no meu cu.
– Uhhhhhhh!!! Está me rasgandooooooo!!! Meu deusssss!! – gemi desesperada e meu marido veio e me abraçou. O safado do Fernando enfiou tudo duma vez só, sem me dar nenhuma chance.

Embora ele tivesse lubrificado bem sua pica, a primeira penetração anal do dia sempre incomoda um pouco. Mas eu estava realizando a minha fantasia, e a do meu marido, que eu continuava a chupar.
– Vem comer sua mulherzinha junto com ele, vem!! – falei para o meu marido – Deita aí no chão que eu vou por cima de você enquanto o Fernando me come por trás.

Os olhos do meu marido brilharam, ao perceber que ele estava prestes a participar da minha primeira dupla penetração. Ele se deitou e então eu me encaixei no pau dele, me inclinei pra frente e arrebitei meu cuzinho para facilitar a penetração do Fernando. Que delicia!!! Eu estava sendo fodida por dois homens ao mesmo tempo.

Essa fantasia eu tinha fazia tempo, de ser penetrada duplamente. Eu sempre via nos filmes pornôs, mas agora eu estava protagonizando a cena.
– Ahhhhhhh!!! Seus dois tarados!!! Vocês vão me matar!!! – eu gemia e gritava como uma louca, levando pica na buceta e no cú ao mesmo tempo. Minha cabeça rodava de uma forma que eu achava que ia desmaiar de tanto prazer.

Eu rebolava feito uma louca a fim de dar prazer pros meus dois machos… eles se movimentavam como podiam até que gozamos todos. Eu tive orgasmos múltiplos e senti que o Fernando tinha gozado. O meu marido estava demorando um pouco mais pra gozar, mas eu aguentei firme com o pau dele dentro, rebolando como podia até que ele gozou também.

Após essa sessão nós estávamos os três com fome. Fui até a cozinha, coloquei uma lasanha no micro ondas pra gente comer. Enquanto esperávamos, tomamos mais uma cerveja. O Fernando falou que depois iria pro hotel.
– Amor, por que o Fernando não dorme no quarto de hospédes? – perguntei ao meu marido.

Meu marido concordou. Quando fomos dormir, comentando a festinha com meu marido eu perguntei:
– Você gostou, amor?? Gostou de ver sua mulherzinha sendo comida por outro homem?? – Sim, gostei muito. – ele respondeu.
– Faria de novo? – perguntei dando um beijo apaixonado na boca do meu marido.

– Sim, claro que eu faria, ou melhor, farei! Foi uma experiência incrível. – meu marido disse – Só que na próxima vez vai ser com outra mulher. Você arranjou o homem pro nosso ménage, agora você vai arrumar também a mulher.
– Claro, meu bem!! É justo! Mas amanhã cedo eu ainda vou aproveitar um pouco mais do nosso hóspede! Tudo bem pra voce??
Meu marido concordou e fomos dormir.

No dia seguinte eu me levantei cedo. Meu marido ficou dormindo um pouco mais na cama. Eu estava com uma camisola quase transparente e fui fazer um café, afinal eu não tinha nada a esconder que o Fernando não tivesse visto na noite anterior. Então logo depois chegou o Fernando, já vestido, pronto pra ir.
– Ué, já está vestido, Fernando? – perguntei.
– Sim, Camila! Preciso ir! – ele disse.

– Mas vai tomar o café pelo menos, né? – falei.
– Claro que sim, Camila! Seu cafe está cheirando muito, com jeito de gostoso!
– Está gostoso sim, Fernando!! Gostoso que nem a dona! – eu falei e dei uma risada. Ele concordou e continuamos conversando.

Coloquei a mesa, tomamos o café e depois ele foi ao banheiro escovar os dentes. Resolvi provocá-lo, fui junto e lá dentro abri o chuveiro, retirei a camisola, e fiquei toda nua na frente dele.
– Camila, desse jeito você não vai me deixar ir. – ele falou.
– É essa a intenção, Fernando! Você tem que pagar pelo café que tomou. – eu dei uma risada e falei.

Ele entendeu o recado.
– Tira essa roupa e vem ensaboar as minhas costas, vem! – falei pra ele.
Ele que já estava de pau duro, tirou a roupa e entrou no chuveiro comigo. Eu então o abracei e ofereci minha boca pra ele, que me beijou debaixo d´água. Então ele começou a alisar meus seios, depois a chupar. Eu me ajoelhei e comecei a chupar seu pau.

Nós dois estávamos acesos e fizemos sexo ali mesmo no banheiro… estávamos tão envolvidos que nem notamos que meu marido nos observava da porta, que estava aberta.


Compre Aqui Tesão de Vaca!
Compre Aqui Tesão de Vaca!

Gostou deste texto? Fique à vontade para comentar!

Convido você a visitar nossa página no FACEBOOK e nos acompanhar através do INSTAGRAM.

Diariamente muitas novidades para você!

Gostaria de conhecer nossa Loja Virtual e nossas sugestões de produtos?

Pode acessar por aqui  www.suaveluxuriasexshop.com.br

Entre em contato conosco por um destes números: (61) 98195.1591 Caso esteja lendo este texto pelo celular, CLIQUE AQUI e fale diretamente conosco.


 

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR

suaveluxuria

Sexy Shop grande variedade de Produtos Eróticos, melhores preços! Compre Vibrador, Plug, e tudo para o Sexo Anal! Discrição e Sigilo. Sexshop!

5 comentários em “Conto Erótico – Nosso primeiro menage..

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: